Ilha das flores

28 de ago de 2010
     Esse semestre estou tendo uma matéria muito legal na universidade chamada linguagens e expressões cinematográficas II. Nela estamos estudando documentários. Eu adoro, já perdi a conta de quantos já vi e não vejo a hora de produzir o meu próprio um dia, mesmo sabendo que é muito mais difícil que fazer filmes de ficção, pois o diretor de documentários tem que ter todo um cuidado maior, mais pesquisas e outras séries de fatores que não entram em questão aqui. Na quinta passada assisti Ilha das Flores, um documentário  de Jorge Furtado de 1989, antigo né? Pois bem, quando terminei de assistir pensei logo em postar aqui por que é muito bom, mesmo sendo antigo trata de assuntos bem atuais. O curta fala basicamente de nós, seres humanos que com toda inteligência ( ou não) que possuímos construímos os mais variados tipos de coisa que nos beneficia, porem geram desigualdade.

   Desigualdade é uma palavra que não deveria existir. Acho que o papel dos governadores que escolhemos é justamente esse, diminuir as desigualdades,coisa que não acontece né. Se todos ajudassem todos o mundo seria muito melhor, mas isso é o tema de outro post que logo logo vou fazer. Voltando ao documentário, ele é bem repetitivo nas falas do narrador. Ele sempre repete suas falas.Tive a impressão de que quis mostrar que somos muito burros ao ponto de deixar o mundo tão caótico, por isso a repetição das palavras e dos seus significados pra que a gente aprenda mesmo o significado delas.O mais importante - porém - é que "Ilha das Flores" coloca em pauta a discussão acerca da pobreza, da fome e da exclusão social. Levando-se em conta que foi produzido em 1989, dá para perceber que as coisas não mudaram muito entre o Brasil daquela época e o de hoje.O jorge utilizou muitas fotos e jogos rápidos de cena, que tornaram o documentário bem dinâmico e muito bem produzido fazendo ele ganhar muitos prêmios:
    
  • Melhor filme de curta-metragem (e mais 8 prêmios) no 17° Festival de Gramado, 1989.
  • Urso de Prata para curta-metragem no 40° Festival de Berlim, 1990.
  • Prêmio Air France como melhor curta brasileiro do ano, 1990.
  • Prêmio Margarida de Prata (CNBB), como melhor curta brasileiro do ano, 1990.
  • Prêmio Especial do Júri e Melhor Filme do Júri Popular no 3° Festival de Clermont-Ferrand, França, 1991.
  • "Blue Ribbon Award" no American Film and Video Festival, New York, 1991.
  • Melhor Filme no 7º No-Budget Kurzfilmfestival, Hamburgo, Alemanha, 1991.


Não tenho 100% de certeza se esses dados são verdadeiros porque tirei da wikipédia  mas recomendo que vocês assistam, é muito interessante! E por que o nome ilhas das flores? Bem, esse é o nome de um lixão, e todo o lixo que produzimos vai pra ele, que fica em Porto Alegre. O curta mostra a trajetória de um simples tomate até ele e as causas e consequências disso. Confiram!

Helio Filho



    4 comentários:

    1. Noooosa! Esse documentário é mto antigo, ja assisti milhares de vezes e é bom mesmo. Mostra claramente como o mundo e desigual, como nós apesar de livres estamos presos nessa desigualdade, q inteligencia é essa?
      Dica mto boa Helio, como sempre!

      ainn deve ser mto legal essa matéria sua! Quero ver um documentário seu hein?? Poste aqui qdo fizer!
      Beijoss

      ResponderExcluir
    2. Vou assistir!
      Pareçe ser bom! O nm é legal!

      Eu também amooo documentário!
      Principalmente aqueles q falam de animais, de épocas antigas do discovery, hahha
      Quero ver um seu também!
      Bjãoo

      ResponderExcluir
    3. Lis

      É muitíssimo antigo mesmo! É exatamente isso q ele quis passar. Somos tão inteligentes, mas tão burros ao mesmo tempo..

      ah em breve vc vai ver sim! Em breve vou postar meu curta metragem, é q ainda n tive tempo de colocar no youtube! E a matéria é mesmo perfeita!
      Bjoo

      Hany
      Assista mesmo, é legal!
      ahh eu tb amo esses tipos de documentário! Em breve vai ver!
      bjoo ^^

      ResponderExcluir
    4. ahahha gostei!

      a parte do "tomates" é hilária, qdo ele fala q o homem é capaz de fazer tudo, inclusive: plantar tomates! hahahahha chorei.

      mto boa a mensagem desse curta!

      ResponderExcluir

    Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

    | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo